App do InfoJobs

As vantagens de aprender inglês

Entenda as 5 vantagens de fazer um curso de idiomas e o quanto isso pode infliuenciar na sua carreira

09 de Maio de 2019

Saber inglês tem muitas vantagens. Falando especificamente do mercado de trabalho, é possível dizer que ser bilíngue, de forma geral, já faz de você um profissional mais completo – aliás, para algumas vagas, inglês é pré-requisito já, nem é diferencial. Em outras, o fato de ter fluência num idioma em seu currículo aumenta seu salário.

Ainda não se convenceu? Vamos falar de fatos então – por que é importante ser bilíngue no mercado de trabalho.

1. Melhores vagas e melhores salários

Investigue as vagas oferecidas. A maioria das vagas de nível universitário também exigem inglês. Por isso, aprender inglês é uma vantagem competitiva. Inclusive, é vantagem até na procura: tem vaga que é anunciada inteiramente em inglês, já reparou?
Quanto mais alto o cargo, mais comum é a exigência por inglês. Cargos de liderança raramente são monolíngues. Como falar um idioma a mais é uma habilidade de comunicação, espera-se que o líder domine isso. Um profissional com um cargo alto tem grandes chances de precisar falar com clientes e colegas no exterior, ainda que a empresa não seja uma multinacional.

2. O cérebro funciona melhor

Aprender um idioma é, de fato, desafiador. Porém, uma vez que o cérebro vence esse desafio, ele fica melhor preparado para outros. Estudar línguas é como ir à academia, só que o músculo trabalhado é intelectual. Um profissional que aprende outro idioma se desenvolve também para argumentar melhor, ser mais eloquente e se comunicar bem.
Ao aprender a concatenar informações numa língua estrangeira, nosso cérebro também se torna mais preparado para executar tarefas múltiplas ao mesmo tempo (o famoso “multitarefa”). Isso ainda desenvolve sua capacidade de tomar decisões mais rapidamente, manter o foco e ouvir melhor, dentre outros benefícios que vão ajudar você a ir mais longe na carreira.

3. As portas do mundo se abrem

Você já esteve em algum ambiente com gente de diversos países? Faça o teste, se puder. Não importa qual a variedade de nacionalidades presente, é bem provável que a conversa caminhe para o inglês. É clichê, mas ele é, verdadeiramente, o idioma global. Aliás, é ainda o idioma dos céus – num avião em voo internacional, algum anúncio deve ser feito nele.
Em empresas multinacionais, ele costuma também ser o padrão de língua. E imagina o quão abrilhantado fica um currículo com um curso internacional – é saber outro idioma que permite que você faz uma pós-graduação ou especialização, por exemplo, em outro país.
Falar inglês, portanto, te coloca em inúmeras novas conversas. Há ainda uma infinidade de material, artigos, filmes, músicas, documentários, livros técnicos, que só existe em inglês. Seu alcance cultural é muitíssimo ampliado.

4. O novo idioma pode render toda uma carreira

Tem carreiras que se baseiam inteiramente no fato de a pessoa dominar (muito bem) outro idioma. Claro que isso exige muito tempo de dedicação, mas se você se interessa em alguma dessas carreiras, vale a pena. Tradutores e intérpretes, por exemplo, precisam conhecer o novo idioma tão bem quanto conhecem a língua materna.
Além disso, há muitas áreas de atuação em que o inglês é tão utilizado que, embora não seja o cerne de conhecimento técnico, ele é essencial – pode perguntar aos profissionais de TI, cujos jargões são todos anglicanos.

5. Distanciamento e capacidade de análise

Já falamos que aprender outro idioma melhora seu cérebro, contudo, há uma vantagem que, para um profissional, pode fazer toda a diferença: quando atuamos em outro idioma, tendemos a ter uma distância emocional maior da fala, afinal, não temos apego e carinho de convivência com as palavras, não temos lembranças de infância com elas.
Dessa forma, nosso discurso nesse novo idioma costuma ser mais frio, mais distante e, consequentemente, mais analítico e lógico.

Encontre o seu emprego aqui!

Procurar Vagas